Divulgações

Mais uma parceria fechada, desta vez com a autora Fernanda Terra.

segunda-feira, janeiro 26, 2015





Facebook Da Autora


A autora: Fernanda Terra, nascida e criada no interior de São Paulo, viu na internet, seu novo meio de trabalhar e se comunicar. Formada em Turismo, profissão nunca exercida, identificou-se com a literatura muito tempo depois. Descobrindo esse maravilhoso dom através de um blog sobre dois atores famosos, Robert Pattinson e Kristen Stewart, que a apresentaram para a Saga Crepúsculo. Foi através do Robsten Beloved e de seus textos diários, que ela reuniu inúmeros fãs, que hoje esperam ansiosos por seu primeiro romance.  Seus textos falam de amor e da forma que o mundo o vê. Casada há sete anos com o grande amor da sua vida, vê, na literatura, um dom que Deus lhe ofereceu, para mostrar um pouco do que a vida tem ainda de bom e fundamental a oferecer, o amor.









Livros



Quando perguntada sobre a história de meus livros digo sempre que se trata de uma eterna evolução.
A de uma carreira política, onde um promissor deputado começa apenas sendo membro de uma família destinada a esse meio. Com a vontade e determinação de seguir esses passos. Subindo um a um os degraus para se alcançar o topo. E a de um homem que vê sua vida pessoal também evoluindo de uma forma esplêndida através do verdadeiro amor...
Com Linda Marilyn, Artur aprenderá a amar.
Com Linda Marilyn, ele aprenderá a viver com os pés no chão e a humildade única que vai fazer desse político um governante melhor, acima de tudo um ser humano diferenciado.
Uma trilogia que lhe fascinará do começo ao fim, por sua determinação e coragem vinda daquela que sempre está ao lado de um grande homem, a sua grande mulher...
Uma história de vida, através de uma promissora ascensão política tendo um político honesto guiando seus passos, através de pulso firme e uma dedicação a sua população, dando ênfase a cada voto conquistado.
Um amor que lhe prenderá com os olhos e o coração, por ser acima de tudo verdadeiro, romântico, porém quente como o inferno.
Você não se arrependerá.
Vamos desvendar junto o que se passará por trás da vida de um dos políticos mais importantes da atualidade, e viver junto com ele essa nova e tão linda descoberta em sua vida, chamada amor.
Conto com vocês.





O Deputado

O amor dentro de um relacionamento é constituído em algumas etapas...
O Encantamento...
O Descobrimento...
A conquista...
A sedução...
Os ajustes...
O molde exato para um encaixe perfeito...
E principalmente a confiança no que se acredita...
No que se construiu...
No que se viveu...
No que se acreditou...


  Um conto de fadas moderno, onde podemos ver claramente a princesa sonhadora entrando pela porta da frente do castelo que sempre idealizou.
Mais o que esse castelo pode lhe reservar?
Será que toda sua idealização sonhadora pode vir por água baixo quando a vida real bater em sua porta, ou o amor e o encantamento falarem mais alto?
O príncipe não necessariamente precisa ser o mais perfeito do mundo, ele pode ter inúmeros defeitos, como qualquer ser humano na face da Terra. Mas e se suas qualidades sobressaírem a tudo que se identificar com sua princesa?
Isso fará o amor falar mais alto quando sua arrogância e prepotência aparecerem?
Ou a princesa terá que usar sua tática infalível.
Não o mude para amá-lo... Ame-o para mudá-lo!



Sinopse O Deputado: Artur Sebastian Scott, um político bilionário e famoso, que com todo o seu poder advindo de sua família, através de gerações, se tornou uma pessoa arrogante, esnobe, prepotente e completamente duro.
Quero chegar ao topo, com a honestidade e liderança nata da Família Scott. Porque não somos simpáticos e adoráveis, Linda. Nós somos competentes e sabemos o que estamos fazendo. Um político de verdade não pode se apegar a promessas e sorrisos – ele respirou profundamente – um político de verdade tem que ter o dom da liderança e a perspicácia de mostrar para o seu eleitor o motivo para ser votado. Estamos no comando a mais de quarenta anos por termos as mãos de aço na hora de fazer justiça e o discernimento correto na hora de governar.

Linda Marilyn Stevens, uma jornalista formada em direitos políticos. Carinhosa, carismática e amorosa, porém não menos determinada. Carrega em si um sonho para ela impossível de realizar.
Artur Sebastian Scott sempre foi a peça mais envolvente do meu trabalho, sempre tive fascínio para descobrir como era o homem no interior daquela casca dura em forma de arrogância.
Quem sabe um dia teria a chance de uma entrevista, onde eu poderia conhecer um pouco mais desses olhos verdes que me encantam a mais de dez anos, porém que me dão medo de chegar perto, por sua prepotência e autoritarismo.
Quem sabe um dia eu teria a oportunidade de conhecê-lo, ou dele me conhecer.
Mas e se o universo decidisse conspirar para que seu mais lindo e enigmático sonho se tornasse real?
E se as portas do castelo começassem a se abrir única e exclusivamente para ela?
O que será que esse conto de fadas moderno nos reserva?
Meu Deus! Eu não estava acreditando.
Artur Sebastian Scott estava oferecendo uma taça de champanhe à plebéia e ainda brindou de longe comigo, sem tirar aquele sorriso torto dos lábios.
Quando percebi aqueles olhos verdes fixados aos meus, não consegui mais negar... Sempre fui completamente e irrevogavelmente apaixonada pelo meu homem de ferro.
Quando ele a conhece a atração é imediata...
Aquele corpo pequeno em formas perfeitas, distribuído muito bem em um vestido vermelho sangue me alucinou, porém quando me deparei com seus olhos do mais vivo chocolate concluí... Ela seria minha e de mais ninguém.
Quando seus destinos se cruzam eles se entregam a mais linda história de um tórrido amor. E com Linda, Artur encontra o coração perdido no meio de tanta dureza, arrogância, e comprometimento a sua profissão.
Com ela o poderoso político se transforma em um novo homem, completamente entregue e apaixonado.
Eu estava inteiramente nas mãos de Linda. Ela tinha poderes sobre mim que eu mesmo desconhecia, e até me assustava um pouco, porém ela é, e será para sempre minha.
Disso eu não abriria mão. Então aprenderia a lidar com essa nova situação que a vida tinha me apresentado.
Um novo Artur Scott se reverenciando a uma mulher… Uma única mulher… Linda Marilyn…
Minha Linda…
Ele a conquistaria de todas as maneiras inimagináveis. Usando de todo seu dinheiro, sedução e principalmente esse sentimento desconhecido chamado amor, para colocar o céu aos seus pés.
Mas será Linda que vai conseguir, com sua meiguice e determinação, se interpor entre a vida do homem apaixonado e a do político severo.

Artur se levantou em câmera lenta vindo em minha direção, sorrindo pronto para dar o bote, mas com uma ruga de preocupação bem no meio de sua testa. E eu sabia qual era o seu problema. Ele gostava de comandar, só que ao meu lado ele se via completamente sem ação, pois eu tirava forças de não sei onde para domá-lo, mesmo sem querer. E eu estava amando essa minha nova faceta.
Mais o que será que a vida real prepara para esse casal?
Até onde suas carreiras poderiam ser abaladas por esse amor?

-Olhe para mim Linda – ergui seu queixo com delicadeza fazendo com que nossos olhares se unissem mais uma vez – eu não brinco com o que quero profissionalmente, e se te escolhi para essa entrevista é porque confio em você, apenas em você, como profissional, mas acima de tudo como ser humano. Você, como já lhe disse, será a única que vai enxergar exatamente o que eu sou, e escrever o que quero que seja publicado. Você terá a inteligência de saber pontuar cada questão. Eu confio em você, Linda. Eu quero deixar uma coisa muito clara – entrelacei nossas mãos – o que está acontecendo conosco tem tudo a ver com a minha escolha – ela tentou retroceder, mas não deixei – foi através de nossos encontros que pude ter a certeza que aquela jornalista que me interessava todos os dias por seus artigos, era a pessoa perfeita para estar comigo nesse exato momento, para me entrevistar, e para ser minha melhor companhia no fim de semana.

Assumir será o certo a fazer em meio às eleições?
Será que Linda entenderá as atitudes que Artur tomará sozinho?
De longe observei quando meus pais chegaram e se aproximaram dos fundos do palco. Governador George Scott não teve o mesmo problema que eu para passar diante da multidão, pois como ele mesmo diz, a bola da vez agora sou eu. E por esse motivo quero proteger Linda Marilyn de toda essa loucura que é minha vida pública. Eu a quero para mim, em nossa casa, em nossa cama, apenas isso.
Será que esse amor resistirá às investidas da mídia?

-Bom dia, Linda Marilyn! Tudo bem? – Violet vinha ao meu encontro. Gelei por se tratar da colunista de fofoca mais suja que havia conhecido.
-Bom dia! Algum problema, Violet?
-Nada que você não possa resolver nos contando de como foi sua noite com o homem mais requisitado do momento – o quê? Como ela havia...
-Linda, minha querida, escondendo o jogo? – Jimmy também vinha ao meu encontro, mostrando-me uma foto...
Eu e Artur saindo do bar ontem.
O flash é claro.
Droga.

-Linda – ele estalava os dedos em minha frente – e aí nos conte tudo.
-Eu não tenho nada para contar – disse tentando me desvencilhar da roda que havia se formado em torno de mim.
-E a loira? Connie, certo? Ele não está pegando? – Violet me perguntava de uma maneira horrível.
-Sim, Linda. Pois ele esteve com ela durante a tarde inteira, e todos pensávamos que a noite ali seria bem divertida, para eles e principalmente para nós...
-Porém eis que ele aparece indo te buscar no Metro – Violet e Jimmy falavam como se minha vida estivesse em um palco de circo para sua mera diversão. E aquilo estava embrulhando totalmente meu estômago.
Meu Deus! O que estava acontecendo? Aquilo era a minha vida e ninguém tinha nada a ver com isso.

Será que os dois chegarão a uma decisão boa para ambos?
Então vamos ver quem está levando a vantagem nessa história, Linda Marilyn – ele subiu meu queixo com a ponta dos dedos e fez com que nossos olhos se fixassem um no outro – eu que poderia estar ao lado de uma das mulheres mais lindas e inteligentes do meio político, dando como ganha minha eleição, ou você, que poderia ser afastada de seu trabalho que ama fazer, por ser namorada de um candidato ao Senado? Você já parou para pensar sobre isso?
Muitas perguntas sem respostas?
Ainda...

"O que for teu desejo, assim será tua vontade.O que for tua vontade, assim serão teus atos.O que forem teus atos, assim será teu destino."Deepak Chopra"


Frases – O Deputado



“Mas o pior, ou o melhor parte, ainda estava por vir. Artur desceu beijando até minha intimidade, saboreando meu corpo a base da bebida. Estava me sentindo praticamente flambada com o fogo que me consumia de dentro para fora naquele momento.”
...
Na verdade um chuveiro nunca mais seria o mesmo depois de Linda Marilyn.
Nada em minha vida, seria a mesma coisa depois de Linda Marilyn. Ela veio para modificar todos os meus pensamentos, me tirar completamente fora dos eixos, mas eu não poderia reclamar de nada.
Eu estava feliz.
Eu estava completo.
E dormi realizado com ela em meus braços, em nossa cama, pois a partir do momento que Linda entrou em minha vida, nem a minha própria vida seria minha de novo.
Tudo era de Linda Marilyn Stevens.
...
Será que precisaria de uma terapia pós Scott?
...
Deixa-me cuidar de você, princesa.
...
-Não só estou pensando como vou fazer – assim que ela desceu fechei a porta a prensando contra ela. – Nunca se esqueça, Linda Marilyn. Eu posso tudo – ela gemeu fazendo-me devorar aquela boca que seria por toda vida minha perdição.
...
-Eu agradeço, Emma, e… Eu gosto muito do seu filho.
-Eu sei que sim. Ninguém suportaria um Scott sem amá-lo
...
Anos de prática e individualismo indo para o ralo, quando eu assumia em voz alta que precisava dela ao meu lado para fazer um bom trabalho. Linda tinha esse poder sobre mim. E estava começando a entender que esse era um dos principais motivos da primeira dama sempre estar ao lado de qualquer chefe de estado que prezasse o bom senso.
...
-Assumiremos apenas na festa da minha vitória. Eu quero você maravilhosa e de vermelho ao meu lado, sem nada para nos atrapalhar. Depois da minha eleição ganha você não terá mais problemas de preferências com os candidatos – olhei para ele apaixonada, por seu cuidado com minha vida profissional.
-De vermelho? – ele riu.
-Sim. Meu amuleto da sorte. Quero você sempre de vermelho em todas as minhas posses.
-Vou ser a sua linda primeira dama de vermelho? – ele gargalhou apertando-me mais no seu corpo, já deixando transparecer sua animação na minha barriga.
...
Eu quero que seja minha, Linda Marilyn. Minha, “tipo namorada”, – sorri em meio as lágrimas – minha companheira, minha mulher. Mas principalmente a leveza que eu necessitava na minha vida – ele tirou uma caixinha do bolso, e a abrindo me mostrou um lindo anel de brilhantes.
...
Quero você ali, como minha melhor música já composta – ele apontou para o piano. – Você sempre será a minha melhor parte, Linda. Eu vou te amar para sempre, princesa. Linda, você transcendeu as grades impostas por uma armadura chamada Scott. Deixe te provar como você mexeu comigo?



-Você desestabiliza meu dia, Artur Sebastian.
-O pior foi você que teve o dom de desestabilizar minha vida, Linda Marilyn
...
Senti tanta sua falta – ele disse sem fôlego, com nossas testas coladas.
-Uma saudade que chega a doer.
-E corroer a mente, a ponto de não te deixar pensar mais em nada
...
-Você não existe sabia? Ao mesmo tempo em que se entrega ao prazer como uma devassa em erupção, se torna a criança mais dengosa do mundo.
...
-Está embarcando uma criança por acaso?
-Não, Linda Marilyn, uma criança não, mas o bem mais precioso de minha vida – sorri aproximando nossos rostos e o beijando apaixonadamente.
Ok! Depois dessa me derreti, e não me importaria de viver com três seguranças colados no meu pé vinte quatros horas por dia.

O mundo esse ano ficará mais quente com a chegada de Função CEO  e O Deputado... Aguardem...
...


O Senador
“Não o mude para amá-lo... Ame-o para mudá-lo!”
Amor não é se envolver com a pessoa perfeita.
Aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

... "Viver juntos é uma arte, um caminho paciente, bonito e fascinante (...) que tem regras que se podem resumir exatamente naquelas três palavras: 'posso?', 'obrigado' e 'desculpe'".
"'Posso? é o pedido amável de entrar na vida de alguém com respeito e atenção. O verdadeiro amor não se impõe com dureza e agressividade. São Francisco dizia: 'A cortesia é a irmã da caridade, que apaga o ódio e mantém o amor'. E hoje, nas nossas famílias, no nosso mundo amiúde violento e arrogante, faz falta muita cortesia."
"Obrigado': a gratidão é um sentimento importante. Sabemos agradecer? (...) É importante manter viva a consciência de que a outra pessoa é um dom de Deus, e aos dons de Deus diz-se 'obrigado'. Não é uma palavra amável para usar com os estranhos, para ser educados. É preciso saber dizer 'obrigado' para caminhar juntos."
"'Desculpe': na vida cometemos muitos erros, enganamo-nos tantas vezes. Todos. Daí a necessidade de utilizar esta palavra tão simples: 'desculpe'. Em geral, cada um de nós está disposto a acusar o outro para se desculpar. É um instinto que está na origem de tantos desastres. Aprendamos a reconhecer os nossos erros e a pedir desculpa. Também assim cresce uma família cristã."
Papa Francisco


Sinopse O Senador: A dureza e a arrogância do político Artur Scott se desmancha depois de conhecer Linda Stevens. A jovem jornalista encontra nele um coração confuso e perdido, pronto para se entregar ao amor. E é apenas com ela que Artur consegue se esquecer do fascínio de sua carreira política precoce.
Linda tem a força e determinação necessárias para estar na vida de seu homem de ferro. E nada pode atrapalhar esse amor. Entretanto, a vida no Senado também trará inimigos mais próximos do que eles imaginam, que pode derrubar a reputação dos Scott.
Mas é ela quem poderá ajudar seu Senador a governar um país inteiro. Linda mostrará a Artur como ser um homem e um político melhor, provando que o amor pode mudar tudo.
Ele tem o poder de colocar o mundo aos pés dela. Ela tem o poder de colocar os pés dele no chão.

Artur Scott e Linda Stevens se entregaram de corpo e alma a mais linda história de amor. E através dela, a jornalista encontrou um coração perdido no meio de tanta dureza e arrogância vinda de uma carreira política precoce.
Com ela Artur é apenas o homem apaixonado, sem deixar que ninguém atrapalhe esse amor.
Ele a conquistará de todas as maneiras inimagináveis. Usando de todo seu dinheiro e poder para colocar o mundo aos seus pés.
Mas é Linda que conseguirá com sua meiguice e determinação se interpor entre a vida do homem apaixonado e a do político severo.
Porém será que ela aguentará quieta toda a soberba de Artur quando saírem de sua bolha particular se deparando com um caso que só ela pode lhe mostrar a solução?
Será que esse amor, que é o único que consegue transpassar as barreiras do Senador, vai conseguir transformá-lo em uma pessoa melhor. O fazendo assim um político melhor também?


O Senador vem para provar que tudo na vida tem solução.
Basta se ter amor...
Basta se ter paciência...
Basta se ter força de vontade...
Basta querer mudar...



Artur era como o ar que precisava para respirar. Meu pilar, minha sustentação. E se duvidava como tinha conseguido viver vinte e dois anos da minha vida sem ele. Naquele momento eu tinha certeza que até então havia apenas sobrevivido.
...
A sensação de impotência estava presa em minha garganta, pois queria conversar, explicar o porquê tinha feito aquilo, mesmo que fosse tarde demais. Ela havia me dado tantas chances e eu as desperdicei, uma a uma. Fechei os olhos tentando sentir sua boca em meu peito, dizendo que me amava, ritual que fazíamos todas as noites antes de dormir e caí na inconsciência logo depois, com certeza por conta da garrafa inteira de uísque que havia tomado.
...
Com tudo pronto, segui diretamente para o aeroporto, não poderia correr o risco de me encontrar com Artur e perder todo o foco do meu propósito.
A partir daquele momento eu mostraria a ele que para continuarmos juntos eu teria que estar sempre ao seu lado e não apenas posando como sua “linda” primeira dama. Essa pela qual ele havia se apaixonado e descoberto a leveza da vida, como ele mesmo denominava nosso amor, eu era mais que aquilo.
...
A política, que antes era a prioridade, tinha se tornado mero coadjuvante. Aparecia no Capitólio apenas quando minha presença era indispensável e na Scott's não pisava há mais de vinte dias. No mais, passei meus dias trancado na biblioteca, tendo como companhia apenas minhas inseparáveis garrafas de Whisky....


...
–Linda, quando um Scott se apaixona é para sempre – acariciou meu rosto. – Foi assim com meu pai, comigo – sorri abertamente – e com meu avô, porém vovó morreu cedo demais, quando meu pai ainda era uma criança.
–Eu estudei um pouco sobre isso e sua mãe também me contou algumas coisas.
–Ele adoraria você.
–Jura? – disse animada.
–Meu avô era admirador das mulheres fortes. O Presidente Sebastian idolatrava minha mãe, porém depois da perda da minha avó Sophie ele se fechou amargurado na política, o que leva o mundo todo a pensar que era o mais temido dos Scott.
–Então um Scott se torna mais humano quando encontra o amor de sua vida? – disse orgulhosa.
–Exatamente – Artur me beijou apaixonadamente, pegando minhas mãos. – Linda, gostaria aqui nesse lugar mágico, te pedir novamente que se case comigo – sorri, beijando meu anel de noivado entre nossos dedos misturados.
–Mas eu já sou noiva, Senador, e foi um dos dias mais lindos da minha vida… Paris – suspirei o fazendo rir novamente.
–Eu quero marcar a data, princesa.
–Nós ainda não fizemos isso por conta da sua agenda, meu amor.
–Você é tão linda, compreensiva, mas chegou a hora, vamos organizá-lo.
–Não é questão de ser compreensiva, Artur Sebastian. Você já é meu, então… – estava emocionada.
–Linda, eu quero fazer de você a minha Senhora Scott – sua emoção também era nítida. – Quero formar uma família com você, princesa… Quero ter filhos com você – naquele momento meus olhos se encheram de lágrimas. – Um menino forte e duro, sem medo de enfrentar tudo e todos, – acariciei seu rosto – ou uma menina, linda determinada, inteligente e que tenha seu dom… – Artur fez um gesto que me emocionou ainda mais, beijou minha barriga plana – De tornar meu mundo mais feliz.
...
E nunca entenderia pessoas como Mark Adams e Átila não enxergarem que aquele homem era a minha vida. Que apenas Artur Sebastian me faria sentir o que estava sentindo naquele momento. Sendo a mulher mais feliz, desejada e realizada do mundo.
Eu havia chegado ao topo do amor mais lindo que alguém poderia sentir.
...
–Você vai ser a mãe mais linda de todas – sorri levantando a cabeça e olhando diretamente nos seus olhos.
–Eu já sou a mais amada e isso me basta – Artur beijou o topo da minha cabeça e ali eu estava completa. Rezando para que Deus tivesse concebido nosso pedido tão lindo e já tão amado.
O nosso filho.
...
–Obrigado, Artur, vocês não sabem como me deixaram feliz – disse apertando minha mão para logo em seguida me abraçar. Assustei-me um pouco no começo, pois ninguém tinha a coragem de chegar tão perto. Porém, foi ali que descobri que em Sumas fui apenas um ser humano normal, ao lado de pessoas especiais, como Dibe e sua família. Ali eu ainda era o imponente Senador Scott, mas Linda Marilyn conseguia extrair de dentro do meu ser a essência que nem eu sabia que existia. E  por isso nunca me cansarei de dizer que essa mulher foi especialmente desenhada para estar ao meu lado, me ensinar a viver com os pés no chão, a governar mais perto daquele povo que me colocará no topo. Eu devia muito a ela e a recompensaria de todas as maneiras possíveis e inimagináveis.
...
–Ele deve ter te contado que invadi a sala dele e o ameacei, não é? – ela se virou, fazendo assim que nossos olhos se cruzassem.
–Mark não perderia a oportunidade, mas sabe o que é interessante, Senador? – ela sorriu beijando a ponta do meu nariz – eles não têm ideia de como eu conheço todas as suas facetas – beijou meu rosto. – E amo cada uma delas. Eu sei que você é grosso, – fiz uma careta – autoritário, – se aconchegou no meu colo – porém é o melhor homem do mundo, tendo dentro do peito o coração mais lindo que eu já conheci.
–O coração que você reina completamente – a apertei ainda mais contra meu corpo. – No coração apenas não, na vida.
-Eles nunca entenderão isso, mas também não quero falar disso novamente, porque esse é nosso último crepúsculo e quero estar enrolada no seu corpo completamente, sentindo cada célula sua gritando pelas minhas – Linda segurou minha nuca. – Quero sentir o que nós temos de mais grandioso, o nosso amor.
–Deixe-me te amar? – acariciei seus lábios com a ponta dos dedos.
–Sempre – invadi sua boca devagar, fazendo que nós dois gemêssemos quando nossas línguas se encontraram. Linda era só minha e quando a tinha inteiramente nos braços era como se nada no resto do mundo fizesse sentido. Toda a minha vida voltada à política perdia o sentido, todo o meu autoritarismo se  dissipavam junto com os problemas. Ali eram apenas dois corpos se amando. Na verdade, duas almas se entregando.

Um dia disse que faria do sonho de Linda Marilyn sua realidade mais bonita e plena, porém era ela que, diariamente, fazia da minha vida o sonho mais lindo, que sonhado e idealizado a dois se tornava mais real e perfeito.
Sem interromper nosso beijo, a deitei sobre a manta começando a tirar sua roupa vagarosamente. Faria amor com ela, sentiríamos juntos todas nossas células ligadas por um elo inquebrável. A faria a mulher mais feliz do mundo para sempre. Isso era o mínimo que poderia fazer, amá-la com a mesma intensidade que era amado.
...

Postagens Relacionadas

0 comentários

Obrigado por comentar no blog!
Volte sempre!

Facebook

Google Plus

Novidades Por E-mail

Arquivo do blog