Resenhas

Resenha - Os Noventa Dias De Geneviève - Lucinda Carrington - Planeta

terça-feira, agosto 26, 2014




Sinopse




 No intuito de conseguir um novo cliente para a agência de publicidade na qual trabalha, Geneviève Loften tem um contrato de 90 dias com o empresário James Sinclair. Ela fará tudo o que ele deseja – sexualmente – para que ele feche com a sua agência. Como uma executiva determinada e bem-sucedida, sabe que seu prêmio virá ao fim dos noventa dias.

No entanto, apesar dos rumores que cercam Sinclair e seus gostos sexuais inusitados, ela não espera ser posta nas situações exóticas, e às vezes arriscadas, nas quais ele a colocará. Ela sempre tem a opção de voltar atrás, mas o negócio incrível que a espera no final a faz seguir adiante. No entanto, conforme o contrato se aproxima do fim, ela faz descobertas sobre si mesma que a mudarão para sempre.








Resenha


Geneviève é uma executiva que está disposta a fazer qualquer coisa para subir na carreira. James Sinclair é um empresario bem sucedido a procura de diversão,Geneviéve trabalha em uma agência de publicidade de pequeno porte e James pensa em fechar negócios com a empresa,isso ajudaria no crescimento da mesma e deixaria a agência em destaque no mercado,mais isso não será tão fácil já que James não pensa em oferecer sua assinatura no contrato sem nada em troca.É nesse momento que ele faz uma proposta para Geneviéve,ele lhe entrega o contrato de sua empresa em troca ela terá que passar noventa dias fazendo tudo que ele mandar,caso ela desista nesse período o contrato é cancelado. 

Até onde uma pessoa pode chegar para conseguir tudo o que quer? James e Geneviève fazem este acordo e durante o tempo em que fica a sua disposição a moça é colocada nas situações mais absurdas possíveis, James é um homem totalmente arrogante,prepotente e manipulador,sabia quanto sua empresa era importante na carreira de Ganeviève e portanto resolveu testar e ver até onde ia a fachada de mulher profissional e independente que a sustentará.Durante os noventa dias que passará ao seu lado,Geneviève terá que dizer sim a todas as suas vontades e esse é o problema tem coisas que aconteceram com ela que me pegava pensando: Como uma pessoa se sujeita a isso unicamente para ter um contrato? Geneviève foi levada ao extremo, foi "forçada" a fazer coisas que jamais imaginou que algum dia pudesse fazer, foi humilhada e era constantemente ameaçada com a desistência do contrato. Muito tempo de leitura e a personalidade de Geneviève era totalmente oposta ao que dizia,ela foi completamente submissa a todas as vontades de James,e sim fez todas as suas vontades. Geneviéve deveria ser escrava sexual de James nesses noventa dias,e apenas essa ideia já me pareceu estranha,já que a personalidade dela era forte e independente demais,me pareceu um tanto estranho acredito que uma mulher com essas características não se sujeitaria a isso,mais Geneviève aceitou e nesse período eu há vi como totalmente submissa na história.

Apesar de Geneviève viver em conflito interno diariamente consigo mesma, já que as situações que viverá com Sinclair eram completamente em desacordo com suas crenças.Apesar disso e de odiar ter que obedecer em tudo Sinclair ela decidiu manter-se firme em seu proposito e ir até o fim para conseguir o que queria.Nesse momento me perguntei se tudo o que ela passou realmente valia para ter um simples contrato e subir na carreira,coisa que poderia acontecer futuramente independente desse contrato com James ser assinado ou não.

No final dos três meses um ao lado do outro e passando as situações mais digamos diferentes possíveis,Geneviève e Sinclair já não eram mais os mesmos.O que começou como um jogo se transformou em algo maior,Geneviève teve experiências e uma nova visão de si mesma,já Sinclair aprendeu a superar e a sentir com o coração.


Esse é um romance erótico baseado em BDSM,o texto é simples e sem pretensão de ser nada além de entretenimento,porém nos faz refletir sobre algumas coisas.

Na capa do livro temos um selo comparando a obra com Cinquenta Tons De Cinza,confesso que me incomoda essas comparações entre as obras,até porque cada uma individual e unica e esse é um livro que na minha opinião não tem nada a ver com Cinquenta Tons De Cinza,acho que a unica coisa que se a semelha é o BDSM e só,enquanto em Cinquenta Tons De Cinza temos um pano de fundo mais romântico aqui vemos um livro mais raso sem muitos romance e talvez com uma pratica mais fiel ao real BDSM. Em Cinquenta Tons ainda que muitos tenham preconceito e achem que não à sim uma linda história de amor,já em noventa dias com Geneviève é puramente sexo,não há um envolvimento muito intenso entre os personagens o que não me fez ter um apego e nenhuma identificação com os mesmos.O livro de início me pareceu um pouco pesado,o que para mim é raro em uma leitura já que leio de tudo e tenho a mente aberta,não foi pesado pelas cenas de sexo que consta nele mais sim pela maneira como os personagens interagem e principalmente por Geneviève aceitar situações tão...... 

Geneviève não é uma mulher submissa nem nunca gostou desse tipo de pratica.Ela não aceita o contrato com Sinclair por estar apaixonada por ele e por ser uma forma de tê-lo por perto,ela aceita unicamente por ambição,para ter sucesso profissional,por interesse.Um acaba usando o outro a história toda praticamente,seja por dinheiro,prazer sexual e isso me incomodou um pouco.Confesso que o livro até a sua metade não me despertou nenhum tipo de sentimento,nem os personagens,nem pena de Geneviève eu tive pelas situações em que ela foi colocada,mais da metade em diante acabou me despertando algo e não foi muito bom.Acabei ficando com raiva do mocinho,só que depois fiquei em dúvida se minha raiva estava sendo direcionada ao personagem certo, já que ele nunca obrigou diretamente Geneviève a fazer todas as coisas e apesar de ter um pouco de pena das situações em que ela era colocada ao mesmo tempo não tinha,pois ela aceitava tudo e puramente por ambição.

Considerações: Esse definitivamente não é um livro indicado a quem procura por romance ou até mesmo aqueles romances com pitadas hot, e eu senti falta disso,desse romantismo e envolvimento entre os personagens, no final percebemos um envolvimento mais íntimos entre Geneviève e Sinclair e também podemos ver eles entregando-se ao sentimento,porém mesmo assim foi de uma forma rasa e não consegui sentir o envolvimento que a autora tentou passar para finalizar a história.Bem, enfim está foi uma leitura que para mim não funcionou, mais deixo frisado que isso não significa que o livro seja ruim, ao contrário, justamente eu comprei o livro pelas indicações e comentários positivos de pessoas que indicavam e que gostaram bastante, ainda assim para mim não funcionou.

Postagens Relacionadas

2 comentários

  1. Ola, Tudo bem?
    Gostei muito da sua resenha, é muito diferente da sinopse, que me chamou muito a atenção, mas essa coisa de ser humilhada e ter que fazer isso por causa de alguma coisa em troca me pareceu que ela não se valoriza em nada, só por causa de um contrato ela vai passar por coisas que não quer e ser praticamente uma escrava... não gostei desse ponto e também não gosto quando os livros Hot se comparam com 50 tons, cada livro tem a sua essencial gostem dela ou não.... ^.^

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha, eu tenho esse livro, mas ainda não li, pois já tinha lido resenhas que não me agradou rs

    Mais quem sabe um dia posso pegar e lê-lo?! rs


    PS:
    Acho chato isso de comprar com Cinquenta Tons (RUMF!) rs

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no blog!
Volte sempre!

Facebook

Twitter

Twitter