Editora Intrínseca

Resenha: Caixa de Pássaros - Josh Malerman

terça-feira, janeiro 12, 2016




Título: Caixa de Pássaros
Autor: Josh Malerman
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 272
Gênero: Suspense/Terror/Ficção
Skoob: Adicione

            Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de Pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
            Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Resenha

            Acho que quando melhor for o livro, mais difícil é falar dele. Durante a leitura de Caixa de Pássaros vieram à tona todos os sentimentos possíveis, medo, compaixão, frustração e, principalmente, comoção. Eu nem sei dizer qual foi o último livro que arrancou lágrimas tão sinceras de mim, talvez “A Menina Que Roubava Livros” há 8 anos atrás... A narrativa é surpreendente, mexe com o seu interior. Um livro que te prende do início ao fim, que te faz relutar em larga-lo.


            “Não Abra Os Olhos” como viver nesse novo mundo, sem sequer poder abrir os olhos, sem saber o que se teme, sem saber o que há lá fora, viver isolada, sem se permitir ver o céu, os pássaros e o sol novamente? Sua maior proteção é uma frágil venda... Malorie se descobre uma sobrevivente, até aí tudo bem, uma mulher adulta pode se virar, mas e as crianças?... Como protege-las do que os cerca? E o que os cerca? Não se pode saber, não se pode correr o risco de vê-las e enlouquecer. Dúvidas, dúvidas, cegá-las ao nascer ou treiná-las para não abrirem os olhos?



            Viver para sempre naquela casa, ou sair, de olhos vendados, em busca de um lugar melhor para os filhos... Será que esse lugar ainda existe depois de tantos anos? E como chegar até lá com as crianças? O que aconteceu? Como ficou sozinha? E os outros moradores da casa?




            A narrativa se dá em capítulos curtos, mesclando a história entre o momento em que o caos começa e ela vai para a casa em Riverbridge, Rua Shillinghan, 273 até o atual momento em que ela decide ou não sair da casa em busca de um lugar melhor. Conta alguns momentos anteriores a ida para a casa, o que aconteceu durante o período que ela estava na casa e sua trajetória ao sair de lá. Não tem como não sentir medo, esperança e... alívio. Esse livro, espetacular, só poderia me deixar chorando ao final!

            Super recomendo a leitura, é muito emocionante e é um livro pra se ler rápido, até de mais, não sei se meu coração aguentaria, mas eu gostaria que o livro fosse mais longo para eu aproveitá-lo mais! Então só posso dizer para acrescentá-lo a sua lista de leitura o mais breve possível.


 
 

Postagens Relacionadas

4 comentários

  1. Pelo jeito o livro deve ser fantástico!
    Fiquei com vontade e ler (:

    Beijos invernode1996.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando tiver oportunidade leia sim, tem um pouco de terror, mas você vai gostar, Monique!

      Excluir
  2. Amoo livros desse gênero <3 Só fico com medo a noite kakakak (não me julguem)
    Parece ser demais, já quero ler!
    Um beijo, lauramanzano.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá medo em alguns momentos sim, Laura, mas esse livro é fantástico!

      Excluir

Obrigado por comentar no blog!
Volte sempre!

Facebook

Google Plus

Novidades Por E-mail

Arquivo do blog