Filmes e séries

Filmes de terror baseados em fatos reais - Especial Halloween

sábado, outubro 31, 2015




QUADRILHA DE SÁDICOS (The Hills Have Eyes, 1977).

O Filme: Uma família que está cruzando o deserto em um trailer decide ouvir os conselhos de um morador, pegando atalho por uma região montanhosa. O grupo é atacado por violentos canibais que vivem em cavernas nos vales.

 O filme, escrito por Wes Craven, foi inspirado na lenda de Alexander Sawney Bean, um escocês que durante o século XV ou XVI matou cerca de 1000 pessoas (!!!). Segundo os relatos, ele viveu em cavernas por 25 anos até ser capturado e morto. Sua história inspirou inúmeros contos e filmes pelo mundo inteiro, incluindo Quadrilha de Sádicos, O Metrô da Morte (Raw Meat, 1973) e Aprisionados pelo Medo (Lurking Fear, 1994), embora muitos pesquisadores não acreditem que ele tenha existido. Sawney fugiu para as cavernas, na região de Bennane Head entre Girvan e Ballantrae, com uma mulher com quem teve 8 filhos, 6 filhas, 18 netos e 14 netas, vivendo numa relação incestuosa e doentia.









AS DUAS VIDAS DE AUDREY ROSE. 

 A jovem filha de um casal exibe estranhos comportamentos, forçando-os a considerar a possibilidade de que a alma de outra jovem, Audrey Rose, tenha apossado de seu corpo.

O romance de Frank De Felitta foi inspirado numa história pessoal: o seu filho de seis anos,Raymond, que nunca teve aula de piano conseguia tocar perfeitamente o instrumento. De Felitta consultou um ocultista de Los Angeles, que considerou o talento de Raymond como um processo de reencarnação, dizendo que o menino tinha vivido várias vezes. O incidente fez com que o autor passasse a acreditar em reencarnação.









GOTHIC.

Em 1816, o poeta Percy Shelley (Julian Sands) visita seu amigo Lord Byron (Gabriel Byrne), também poeta, que vive auto-exilado na Suíça. Shelley leva consigo sua mulher Mary Godwin (Natasha Richardson) e a cunhada Claire (Myriam Cyr). Byron incita os visitantes cultos a experimentarem a imaginação, estimulados por histórias de horror, a prática do amor livre e cultos que desafiam as amarras religiosas e os maiores temores de cada um.








MALDIÇÃO.

Entre os anos de 1818 a 1820, a família Bell foi assombrada por uma presença maligna. Começando com a aparição de estranhos barulhos na fazenda, além de um lobo negro com penetrantes olhos amarelos, as presenças fizeram com que os familiares tivessem um colapso psicológico. Os ataques crescem, cada vez mais fortes, e os Bells tentam desesperadamente dar fim às manifestações. A história permaneceu desconhecida até que foram encontrados manuscritos de um professor local, em 1998, no qual estava descrito o horror passado pelos Bells.

O filme é baseado na lenda da bruxa Bell, um conto originário no Tennessee no século XIX. De acordo com o conto, John Bell foi envenenado por um fantasma, o que gerou a frase do cartaz: O estado do Tennessee considera este o único caso da história americana em que um espírito causou a morte de um ser humano. Não há registros que comprovam a história, que serviu de inspiração também para o filme A Bruxa de Blair.









THE GIRL NEXT DOOR.

Meg (Blythe Auffarth) e Susan são duas irmãs que perdem os pais em um acidente automobilístico e, por uma ordem judicial, passam a morar na casa de uma tia liberal, chamada Ruth(Blanche Baker). Acontece que Ruth é uma mulher perturbada, que defende radicalmente seus 3 filhos homens, e a partir daí passa a infernizar a vida das garotas, em especial Meg, que passa a ser alvo de torturas físicas e psicológicas. A única esperança das garotas é David (Daniel Manche), um garoto vizinho da família e testemunha das atrocidades que passam a ser praticadas contra Meg e Susan no porão da casa de Ruth, por ela, seus filhos e outros jovens sádicos da vizinhança. De algum modo ele vai tentar ajudar as irmãs, mas pode acabar pagando caro por isso.

Baseado num romance de Jack Ketchum, o filme já teve outras adaptações como Um Crime Americano, lançado no mesmo ano. Relata a assustadora história do sofrimento de Sylvia Likens, sendo duramente torturada por Gertrude Baniszewski, filhos e vizinhos do bairro durante o verão americano de 1965. Ela e a irmã Jenny foram deixadas para os cuidados de Gertrude durante um período por $20 dólares a cada semana. Entre as torturas, a garota teve que colocar uma garrafa de coca-cola na vagina e se alimentar de suas fezes e urina. Em seu estômago foi escrito Eu sou uma prostituta e tenho orgulho disso. Depois de inúmeras sessões de queimaduras, surras, estupro e cortes, a jovem acabou falecendo por hemorragia cerebral e desnutrição em 26 de outubro de 1965. Os meninos envolvidos no crime foram condenados a dois anos de prisão, enquanto Gertrude cumpriu uma pena maior por assassinato em primeiro grau. Em 1985, ela foi solta por bom comportamento, mudou o nome para Nadine van Fossan e foi para Iowa, onde morreu de câncer em 1990. Depois de anos servindo como ambiente de visitas, a casa onde o crime ocorreu foi demolida em 2009, dando lugar a uma igreja. O assassinato de Sylvia é considerado até hoje o crime mais chocante da história de Indiana!




*Fontes e informações de matéria, sites variados. 












Postagens Relacionadas

1 comentários

  1. Poxa, se são baseados em fatos reais, que coisa macabra. Gostei. Terror tem que ser macabro mesmo. Nunca ouvi falar em nenhum desses filmes.
    http://aprovidenciablog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no blog!
Volte sempre!

Facebook

Twitter

Twitter