Filmes e séries

Crô: O Filme - Resenha

terça-feira, outubro 06, 2015


Título: Crô: O Filme /Super Crô – O Filme (Original)
Ano produção: 2013
Dirigido por: Bruno Barreto
Estreia: 29 de novembro de 2013
Duração: 1h 31 min
Classificação: 12 - Não recomendado para menores de 12 anos
Gênero: Comédia
País de Origem: Brasil
Classificação: 3/5 ♥

Sinopse: Após herdar a fortuna de Tereza Cristina, Crodoalvo Valério, mais conhecido como "Crô" (Marcelo Serrado), está cansado da vida de milionário. Decidido a encontrar uma nova musa a quem possa dedicar sua vida, ele inicia uma busca pessoal que faz com que entreviste diversas peruas. Seu objetivo é encontrar aquela que seja melhor qualificada para que ele próprio possa servir como mordomo, assim como fez com sua antiga patroa. Entretanto, após muito avaliar, acaba percebendo que sua musa ideal é justamente aquela que jamais havia imaginado.



Resenha Crítica


As vezes os personagens de novela se tornam tão famosos que acabam caindo no gosto popular, como é o caso do personagem Crô da novela "Fina Estampa". Crô: O Filme relata um pouco uma realidade cada vez mais comum: o trabalho escravo de imigrantes. Apesar da temática forte o filme é muito leve descontraído e gostoso de ser assistido.


Crodoaldo Valério (Crô) recebeu uma fortuna de sua ex-patroa Tereza Cristina e passa um tempo tentando construir sua identidade profissional: tenta ser cantor; estilista; cabeleireiro. Tudo isso sem sucesso e com muitas trapalhadas na bagagem.



Após sonhar com com sua primeira inspiração de deusa do Egito, sua mãe (Ivete Sangalo), Crô percebe que seu destino é servir uma mulher poderoso e de personalidade forte. Então decide escolher sua própria patroa, a que mais lhe agradar será sua nova "rainha do Egito", a seleção para escolher sua nova patroa trás as figuras mais extravagantes e as cenas são hilárias.


Enquanto Crô faz as entrevistas, um grupo de imigrantes ilegais começam a trabalhar como escravas em uma empresa de costura, e a dona da empresa é uma das candidatas a ser a patroa de Crô. Neste grupo está uma garotinha chamada Paloma, destemina e de personalidade a menina não aceita as condições de trabalho e de prisão em que vive com sua mãe e tenta fugir do lugar, em uma dessas tentativas ela acaba conhecendo Crô que vai até o local para escolher a dona da confecção (Carolina Ferraz) para ser sua nova patroa, a cena é muito emocionante, pois assim que Crô chega ao local Paloma está sofrendo um "castigo" por sua petulância. Crô fica muito chocado com o local e com a situação dos imigrantes, mas o que mais lhe preocupa é Paloma, então decide ajudar a menina fugir.


 Outros personagens da novela também participam da trama como: Balthazar "Zoiúdo", interpretado por Alexandre Nero, com seu semblante sisudo, seu jeito sério e autoritário faz o par perfeito com Crô na hora de arrancar ótimas risadas dos espectadores. O filme apresenta um mix de emoção e superação, porém nada dramático, o estilo leve e caricato de Crodoaldo junto com seu Zoiúdo dão um ar totalmente cômico ao assunto.


É uma comédia leve, com elenco de peso da Rede Globo, em alguns momentos você até pensa estar assistindo a uma série da emissora. Apesar de muitas críticas negativas, achei legal, me diverti e o filme foi fluído para mim, adorei as interpretações do Marcelo Serrado (Crô) e do Alexandre Nero (Zoiúdo). Para quem gosta desse estilo de filme vale a pena ir preparando a pipoca.











Postagens Relacionadas

1 comentários

Obrigado por comentar no blog!
Volte sempre!

Facebook

Google Plus

Novidades Por E-mail

Arquivo do blog