Editora Suma De Letras

RESENHA – IT : A COISA - STEPHEN KING - SUMA DE LETRAS

domingo, fevereiro 22, 2015




It: a coisa
Stephen King
Editora Suma de Letras
1102 páginas


Melhores Ofertas 

Submarino - Versão Física ► http://zip.net/blqQkx
Saraiva - Versão Física  ► http://oferta.vc/6us4
Versão Digital  ► http://oferta.vc/6us1



Sinopse:

Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry.
Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa.


Resenha

            É difícil decidir por onde começar, acho que esse é meu primeiro livro de 4 dígitos (rsrs). Vamos começar, então, pelo mais fácil, os detalhes técnicos: As 1102 páginas são divididas em 5 partes, 23 capítulos numerados, 4 não numerados e mais o epílogo, sendo esses capítulos divididos por partes menores numeradas, que fazem a separação dos acontecimentos durante a narrativa.

            Como disse acima, essas partes fazem a separação dos acontecimentos, seja a separação por personagens (acontecimentos individuais de cada um), ou intercalando a história entre 1958 e 1985. A narrativa acontece simultaneamente nos deixando a par do que aconteceu em 1958 ao mesmo tempo que vemos os acontecimentos de 1985, quando os sete amigos voltam a ser reencontrar. O pior e o melhor ao mesmo tempo, é não saber como as coisas terminaram da primeira vez, a gente só descobre ao final da leitura mesmo, o que deixa um suspense que nos prende a história.

            Este é um livro para quem gosta de leituras longas e complexas, e claro, de terror, pois é sem dúvidas o livro que me deu mais medo até hoje, simplesmente adorei! Vale muito a pena. Trata-se de um livro complexo e estruturado, quando falo em complexidade falo da diversidade de personagens, só o Clube Dos Otários tem sete personagens diferentes com características únicas, (não tem como não se apaixonar pelos otários... tirando a parte de todo o terror, é claro, cheguei a lembrar um pouco da minha própria infância, quando as crianças realmente brincavam). E todos os temas que são abordados de forma tão natural, mesmo sendo aterrorizante ele tem partes tão lindas que dá para se emocionar, amizade, o amor... é difícil explicar sem dar spoilers comprometedores.

            Uma das minhas partes favoritas vai da página 670 á 678, a primeira passagem em que aparecem os sete otários juntos, uma batalha, muito bom!
Uma passagem que gosto também é esta:

“- Algumas coisas precisam ser feitas mesmo quando existe risco. Foi a primeira coisa importante que aprendi e que não foi com a minha mãe.” Pág. 701

            Quando falei de amor, não falo apenas de amor romântico ou de amor/amizade, falo de um amor puro que só crianças conseguem sentir e expressar. Quanto ao medo, também trata-se do mais puro e genuíno medo. O poder da união e da imaginação, são tantos pontos pra citar que fica difícil escolher um.

“- Eles eram seus amigos, e sua mãe estava errada: eles não eram amigos ruins. Talvez, pensou ele, não existem coisas como amigos bons ou ruins. Talvez existam só amigos, pessoas que ficam ao seu lado quando você se machuca e que ajudam você a não se sentir muito sozinho. Talvez valha a pena sentir medo por eles, sentir esperança por eles e viver por eles. Talvez valha a pena morrer por eles também, se chegar a isso. Não amigos bons. Não amigos ruins. Só pessoas com quem você quer e precisa estar; pessoas que constroem casas no seu coração.” Pág. 781

            E sobre o medo, para que entendam um pouco do que senti:

Com esse alimento suculento, a Coisa existia em um ciclo simples de acordar para comer e dormir para sonhar. Ela criou um local em sua própria imagem, e olhava para esse lugar com carinho pelos postigos que eram seus olhos. Derry era seu abatedouro, as pessoas de Derry eram as ovelhas. As coisas seguiram em frente.” Pág. 977


            Este é o segundo livro que leio de Stephen King, simplesmente amei do inicio ao fim, a forma como é escrito, mesmo sendo dividido em tantas partes, indo e vindo no tempo e nos personagens você não se perde na história. King realmente criou uma cidade, um espaço cheio de vida, pois durante a narrativa conhecemos os fatos históricos de Derry – Maine, e o que também não está nos registros históricos, durante a narrativa temos a visão de cada rua e construção da cidade, também existe a vida dos personagens, são personagens com descendência, com histórias próprias, com personalidade. Eu mesma cheguei a ir pesquisar se Derry existia, fiquei realmente surpresa ao descobrir que se trata de uma cidade fictícia. Enfim, super recomendo a leitura, excelente! Acho que nunca mais verei palhaços ou mesmo balões como antes...


OBS: Li em pouco mais de 15 dias, viciante.
            

Postagens Relacionadas

6 comentários

  1. Meu livro preferido <3 A história é incrível. O King consegue criar vários personagens e desenvolver todos de maneira incrível em uma mesma história, focando no grupo de forma geral, mas sem tornar a história rasa. São poucos escritores que conseguem fazer isso. O livro é cheio de passagens reflexivas e subjetivas, o que me faz amá-lo ainda mais. Indico pra todo mundo também, bom demais :D

    Beijosss
    http://bookspoison.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Me recomendaram a leitura desse livro para o Reading Chalelnge 2015 na categoria "Um livro que te assusta". A cada resenha que leio, vou ficando com um pé atrás porque vejo que realmente irá me assustar, rsrs. Não sei se ainda estou pronta pra ler Stephen King.

    Sua resenha está muito boa. Parabéns!

    leiagarotaleia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. MIL-CENTO-E-DUAS-PÁGINAS??? Choquei!!!!
    É muita página, adoro livros grandes pq normalmente são histórias bem amarradas e maravilhosas. Até hoje só li um livro do King e fiquei com muito medo rs. Só li um livro dele até hoje e quero muito ler outros.

    Abraços
    Jéssica - www.coracaoleitor.com.br

    ResponderExcluir
  4. Stephen King é mestre, li o Iluminado e senti um medo danado e me disseram que esse da ainda mais medo,medo eu fiquei quando vi o tamanho da criança.kkkk...

    BEIJOSSssss...

    http://sonhosdeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Oi.. Me recomendaram a leitura desse livro, e a cada resenha me interesso mais, porém acho que vai dar medo kkkk, então ainda não sei se tenho coragem..
    beijocas

    ResponderExcluir
  6. Genteee,

    Só com a capa já tenho arrepios! o.O

    1102 páginas, como assim????

    Até vi esse livro em promoção algumas vezes, mas nunca li nem a sinopse.

    Não é o tipo de leitura que me agrada, mas gostei de ler a sinopse e a resenha pra saber pelo menos do que as pessoas tão falando. :(

    Um abração!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no blog!
Volte sempre!

Facebook

Google Plus

Novidades Por E-mail

Arquivo do blog