Dica De Leitura

Resenha - Cidades de Papel de John Green – Editora Intrínseca

domingo, abril 19, 2015

Título: Cidades de Papel
Autor: John Green
Editora: Intríseca
Número de Páginas: 368 páginas
Ano de Publicação: 2013
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Submarino X Saraiva 
Classificação: 4/5






Sinopse: Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio que poderia ter sido um dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. Ele, é claro, aceita.



Resenha

Quentin gosta de sua rotina, mas vê tudo isso se modificar quando sua vizinha e colega de escola, Margo Roth Spiegelman, entra por sua janela e propõe a ele um engenhoso plano de vingança. A partir desta noite, a vida de Quentin já não é mais a mesma, seu amor platônico por Margo agora ganha outro patamar após passar essa noite de trotes com a garota. Porém Margo tem um plano maior, e não aparece na escola na manha seguinte, deixando apenas algumas pistas para Quentin. O garoto se vê inclinado a procurar Margo, temendo até mesmo pela vida da complicada garota. John Green conta essa busca de Quentin, não somente atrás de Margo, como de um conhecimento próprio, com uma linguagem fácil e fluída, Margo nos dá um "quê" de suspense à história, enquanto Quentin e seus amigos nos dão o humor da história, nos mantendo interessados. 

Essa é a segunda vez que leio este livro, e gostei bem mais dele desta vez, com esse segundo olhar pude ver mais pontos interessantes no livro, inclusive pude observar melhor os personagens, tendo uma visão mais desenvolvida deles. O enredo, mesmo Margo não estando presente, circula principalmente em torno dela (essa é uma característica que vemos também em "Quem é você, Alasca", outra obra do autor). Margo tem uma personalidade forte e engenhosa, ela é misteriosa, mas carente, principalmente pela relação conturbada com o pais, sem falar que suas amizades são, de certa forma, superficiais, pois Margo nunca revelou a ninguém o seu verdadeiro eu.

Podemos ter em mente Quentin e Margo como personagens principais, mas não deixo de ver Quentin como um personagem secundário, todas suas atitudes são voltadas a Margo e seu novo mistério. Claro que, se tratando de um livro adolescente, há romance e personagens característicos: Ben o engraçado, Radar o inteligente, Lacey a superficial entre outros personagens tipo, porém ao decorrer da história esses personagens mudam e evoluem.

Mesmo tendo alguns momentos filosóficos e de autocompreensão do personagens, ele não um livro que marca sua vida, trata-se de um livro com enredo mais mais leve, um livro para curtir a leitura, para passar o tempo e se distrair. Ótimo livro quando se quer apenas ler, apenas ler por prazer.


Fala de Ben com os amigos sobre as pistas de Margo:
" - Não é poesia. Não é metáfora. São instruções. O que a gente tem que fazer é ir até o quarto de Margo e arrancar o trinco da porta dela, arrancar a própria porta do batente.
       Radar me fitou pelo retovisor e eu o encarei de volta.
 - Às vezes ele é tão retardado que chega a ser genial - disse ele." (pág. 145)

"O erro fundamental que sempre cometi - e ao qual, sejamos justos, ela sempre me conduziu - era este: Margo não era um milagre. Não era uma aventura. Nem uma coisa sofisticada e preciosa. Ela era uma garota."  (pág. 228)

"Sim , consigo enxergá-la quase perfeitamente através desta escuridão rachada" (pág. 361)

Como disse, não é um livro que muda a vida da pessoa, mas é um livro que vale a pena ler, é divertido e tem um pouco de mistério e suspense, quanto ao humor, é inegável, podem perguntar a garota que estava sentada ao meu lado em um ônibus, comecei a rir como uma idiota e não conseguia mais parar.  Enfim, fica a dica de leitura, para quem quiser ler o livro antes de ver o filme  ainda dá tempo, ele será lançado em Julho de 2015.

Luana Santos

Postagens Relacionadas

1 comentários

  1. pretendo ler esse livro dnv, quero ver mais os personagens e sentir melhor a historia, tb acho que n muda mt coisa, mas gosto da historia em si
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no blog!
Volte sempre!

Facebook

Twitter

Twitter