Resenhas

Resenha A Coleira de Nana Pauvolih

quarta-feira, março 04, 2015




Sinopse



O que você faria se pudesse salvar as empresas de sua família da falência? 
Aceitaria a proposta de ir para a cama de um homem rico, frio, lindo, que mexeu com você desde que a fitou pela primeira vez? 

A jovem Lorenza tinha apenas dezessete anos quando conheceu Miguel Montês. Mas nunca o esqueceu. Em meio a acordos desonestos e fuga, ela acabou parando na cama dele seis anos depois, obrigada a usar uma coleira e ser prisioneira de um homem que queria cobrar velhas dívidas do passado. 
De uma louca e intensa atração, permeada por dramas e cenas altamente sensuais, Lorenza vai descobrir o amor de uma forma única, densa, voraz.





Resenha


O livro conta a história de Miguel Montês, um empresário com fama de durão, frio e implacável nos negócios e na vida. Ele acaba por conhecer um empresário a beira da falência e para salvar sua empresa ele o faz  uma proposta indecorosa: oferece dinheiro em troca de ser amante por tempo indeterminado de sua filha Lorenza de 17 anos.  O empresário finge aceitar a proposta porém pega o dinheiro de Miguel e foge com sua filha sem cumprir o acordo. 

Seis anos depois o pai de Lorenza que era sua única família acaba falecendo e ela sente a necessidade de voltar ao Brasil, quer reencontrar sua prima Daniela que vive no Rio de Janeiro e também é sua única parente viva. Ao chegar ela pretende fazer um surpresa para sua prima, o que mal sabia era que a surpreendia seria ela, Lorenza vai até o endereço antigo com esperança de que Daniela ainda resida por lá, o que não esperava era encontrar justamente com o homem de quem ela fugiu sua vida inteira.

Miguel, esperou pacientemente todos esses anos por uma única oportunidade de pegar o que considerava seu por direito e de se vingar por ter sido enganado. E ele o faz!  — Lorenzza cai em uma armadilha muito difícil de sair,  ela acaba sendo sequestrada, sem opção de escolha ela terá que submeter-se a todas as vontades de Miguel pelo tempo que ele achar necessário. 



Considerações finais. 


O livro me despertou um misto de sentimentos: angustia, compaixão e raiva, são apenas alguns deles. Me perguntei em vários momentos da trama o que uma mulher ou uma pessoa não faz por "amor", até que ponto somos capaz de chegar? — Em vários momentos da trama me peguei querendo esganar a protagonista, é sério. Me perguntava como ela podia sentir amor por um homem que a maltratava tanto, ao mesmo tempo que era desesperador você torcia para que tudo acabasse bem e por um final feliz. 

Nana,  é uma das minhas autoras nacionais favoritas, devo ressaltar, ela consegue transformar histórias que tinham tudo para serem rasas e previsíveis em verdadeiros turbilhões com reviravoltas incríveis e cheias de emoções, nenhum de seus livros que tive o privilégio de ler até o momento me decepcionaram, ao contrário, sempre quero ler mais pois o enredo é muito envolvente, são aqueles livros que você diz: Hoje vou ler três capítulos e quando se da conta já leu pelo menos uns cinco. 

Os livros são extremamente detalhistas e ricos em personagens e ousadia, a narrativa é impecável, e a linguagem é pratica e fácil de compreender, e lógico não poderia faltar muito erotismo. 

As obras de Nana geralmente misturam histórias amorosas com assuntos complicados e geralmente personagens com desgaste emocional e psicológico, quando você nota está sofrendo junto com o personagem de tão envolventes que são os textos. 

Este livro em si trás muita polêmica, mas também fala de amor, superação e confiança. O enredo é extremamente forte, intenso e sensual.

Super recomendo a leitura, principalmente para quem busca algo a mais em livros eróticos ou que está acostumando com livros muito iguais, este aqui te dará com certeza um novo respiro em relação a isso, pois o livro é muito erótico mas com certeza nada raso. 

A uma coisa importantíssima que esqueci de escrever acima, (risos). Eu sempre me perguntava o significado da Coleira na capa do livro, como eu sabia que a Nana escrevia livros eróticos pensei que se tratava de algo relacionado a isso. E não! — Depois que descobri o real significado da coleira confesso a vocês que fiquei chocada! 




Quotes Favoritos

















































Postagens Relacionadas

1 comentários

  1. Oi Vivi,
    olha só, achei o plot bem à lá A Bela e a Fera, o que me deixou curiosa para ler. Pelo que você conta tem algumas cenas meio 50 tons, mas muito mais bem escrito e desenvolto À trama. Esse tipo de história sempre me faz pensar que nada na vida é preto no branco, nem mesmo uma relação que poderia ser pura e simplesmente algo como a Sindrome de Estocolmo.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no blog!
Volte sempre!

Facebook

Google Plus

Novidades Por E-mail

Arquivo do blog