Romance Contemporâneo

Captivated By Yoy - Série Crossfire - Sylvia Day - Quarto Livro Da Série Crossfire .

sábado, setembro 06, 2014





O quarto livro da série Crossfire já tem previsão de lançamento nos Estados Unidos, dia 18  de novembro de 2014. Informações de acordo com o site da autora e também da Amazon, a editora que publica os livros aqui no Brasil (Paralela) ainda não se pronunciou sobre o assunto. 




Sinopse: 



Gideon me chama de anjo, mas ele é o milagre em minha vida. Meu lindo guerreiro, ferido, tão determinado a matar meus demônios enquanto se recusa a enfrentar o seu próprio. 

Os votos que tínhamos trocado deveriam nos ter ligado mais que sangue e carne. Em vez disso, abriu velhas feridas, expostas dor e inseguranças, e atraiu amargos inimigos das sombras. Senti-o deslizar da minha mão, meus maiores medos se tornando a minha realidade, meu amor era testado de maneiras que eu não tinha certeza de que era forte o suficiente para suportar.

Na época mais brilhante em nossas vidas, a escuridão de seu passado invadiu e ameaçou tudo o que tinha trabalhado tão duro para. Nós enfrentamos uma escolha terrível: a segurança familiar da vida que tinhamos antes ou a luta por um futuro que, de repente parecia um sonho impossível e sem esperança ...



Trecho Do Livro



"Peça-me para ir com você", disse Gideon.

Era tão difícil dizer não para ele. Eu sabia que ele odiou o pensamento de ficar longe de mim durante uma semana inteira. Eu também odiei. E era muito pior sabendo que ele estaria preocupado e infeliz o tempo inteiro.




 Meu sorriso sumiu. "Não posso. Se começarei a dizer as pessoas que estamos casados, tenho que começar com Cary, e não posso fazer isso com você por perto. Não quero que ele sinta que está do lado de fora da vida que estou criando com você."

"Eu não quero estar fora também".

Eu entrelacei meus dedos com os dele, tentando transmitir o quão conectados nós eramos e sempre seriamos. "Passar algum tempo privado com os amigos não nos torna menos casal".

"Eu prefiro passar um tempo com você. Você é a pessoa mais interessante que conheço".

Suas palavras, tão factuais, me deixaram cambaleando. De todas as coisas que ele poderia dizer para mim... todas as formas que ele poderia me dizer que me amava... aquela era a mais suave ali.

Superando, eu alcancei minha saia e montei em seu colo, antes que pudesse perceber o que estava fazendo. Capturando seu rosto em minhas mãos, o beijei desesperadamente, precisando mostrar a ele o quão fácil me desarmava em todos os bons sentidos.

Ele gemeu quando me afastei, seus dedos flexionando possessivamente nas curvas do meu traseiro. "Faça isso novamente".

"Estou tão quente por você," Eu respirei, usando a ponta do meu polegar para limpar meu gloss de seus lábios.

"Tudo bem. Estou bem com isso".

Eu ri e pura alegria me preencheu quando ele sorriu em retorno. "Eu me sinto tão incrível agora".

"Melhor do que no corredor?"

"Aquele é um tipo diferente de incrível." As pontas dos meus dedos dançaram em seus ombros. "Aquile foi o melhor o melhor elogio, ace. Especialmente vindo de Gideon Cross. Você conhece pessoas fascinantes todos os dias".

"E desejo que elas vão embora, então que posso voltar para você".

Meus olhos arderam com lágrimas. Ele me faz sentir tão... preciosa. "Deus, eu amo você. Tanto que dói."
Abracei-o apertado e capturei um tremor em em seu abraço que me disse o quanto isso o afetou, também. Eu quero que ele sinta amor o tempo todo, o rodeando. Ele merece isso. Precisa disso.

"Eu quero que faça algo para mim," Murmurei.

"Qualquer coisa. Tudo."

Sorri contra seu peito. "Vamos fazer uma festa."

"Ótimo. Eu vou marcar o swing".

Me afastando, empurrei seu ombro. "Não esse tipo de festa, amigo."

Ele suspirou. "Estraga prazeres."

O pensamento de ser reprimida me deixou nervosa, mas não me impediria de dar o meu melhor para tornar todas as fantasias de Gideon, realidade.

Dei-lhe um sorriso perverso. "Que tal eu prometer o swing em troca pela festa?"

"Ah, agora estamos conversando." Ele recostou-se com um sorriso indulgente. "Diga-me o que tem em mente".

"Bebidas e amigos, seus e meus."

"Certo." Seus olhos ganharam um brilho calculado. "Eu verei sobre suas bebidas e amigos, e darei uma rapidinha em algum lugar escuro, durante."

Engoli em seco. Ele sabe como me atingir, sabia o quanto eu o desejava quando ele estava relaxado e curtindo a si mesmo, o quanto eu quis reclamá-lo da maneira mais imediata e primitiva possível.

"Você propõe uma dura barganha," Eu disse.

"Exatamente minha intenção."

"Ok, então." Lambi meus lábios. "Verei sua rapidinha e darei uma masturbação por baixo da mesa."

Suas sobrancelhas se levantaram. "Vestida," ele respondeu.

Eu cantarolei suavemente em discordância. "Eu acho que você precisa revisitar e revisar, Mr. Cross."

"Eu acho que voce precisa que se esforçar mais para me convencer, Senhora Cross." 









Postagens Relacionadas

0 comentários

Obrigado por comentar no blog!
Volte sempre!

Facebook

Twitter

Twitter